Termos usados em concursos

Se você quer mesmo passar em um concurso público, deve começar a estudar desde que se tem notícia de que o processo recebeu autorização para ser realizado, antes mesmo de ver o seu edital formalizado e identificar a quantidade de vagas que ele vai oferecer em ampla concorrência ou se será para cadastro de reserva.

Você não entendeu muito bem esse parágrafo que acabou de ler?

Cada vez mais concursos públicos estão sendo abertos pelos órgãos públicos, já passou da hora de você se familiarizar com algumas expressões e termos usados em concursos.

>>> Confira a seguir!

Autorização

Essa é a primeira etapa para que o concurso possa ser realizado.

Um órgão ou entidade ligada ao poder público avalia a necessidade do preenchimento de vagas que formam uma demanda para o seu bom funcionamento interno.

A partir daí, o órgão solicita a realização do processo seletivo respectivo para o Ministro do Planejamento, na esfera federal, salvo exceções, ou para o titular da pasta de planejamento nas esferas estadual ou municipal.

Edital

É o documento através do qual são estabelecidas as regras do concurso, os requisitos para se preencher o cargo, as datas de realização do certame, o conteúdo programático que será cobrado, a indicação do número de vagas, entre outros pontos relevantes que dizem respeito à prova e ao concurso a ser realizado.

É imprescindível que o candidato leia todo o edital. Dada a autorização para o concurso, o órgão ou entidade solicitante tem até seis meses para publicar o edital; caso contrário, a autorização fica sem efeito.

De forma geral, o prazo médio entre a publicação do edital e a realização da primeira prova do concurso é de 45 a 60 dias.

Ampla concorrência

Refere-se às vagas que não são reservadas a pessoas com deficiência, ou destinadas a outras ações promocionais de justiça social.

LEIA TAMBÉM  8 técnicas de memorização para ajudar no estudo para concursos

Cadastro de reserva

É o grupo de candidatos aprovados que poderão ou não ser convocados, conforme a ordem de classificação, para ocupar as vagas que vierem a ser abertas durante o prazo de vigência do concurso.

Ou seja, os concursos para a formação de cadastro de reserva não garantem quantos aprovados serão chamados, visto que são para provimento futuro, de acordo com a necessidade do órgão ou entidade solicitante,

Banca examinadora

É a instituição responsável por elaborar, aplicar e corrigir as provas, ou seja, por organizar todo o processo seletivo de que o candidato pretende participar.

Prova objetiva e prova discursiva

Basicamente, as provas poderão ser de dois tipos: a objetiva é aquela em que as questões são de múltipla escolha e que o candidato deve escolher a resposta certa para o enunciado que foi apresentado dentre quatro ou cinco alternativas (A, B, C, D e E).

E a discursiva, aquela em que o candidato precisa escrever por extenso a sua resposta à pergunta feita.

Prova de títulos

Avaliação de caráter classificatório, que considera certa pontuação específica para diplomas de doutorado, mestrado e pós-graduação lato sensu, além de, em alguns casos, obras e artigos científicos publicados pelo candidato, ou outros que venham definidos no edital.

Cartão-resposta

Folha onde o candidato deverá assinalar as repostas das suas questões da prova objetiva, e que será entregue aos aplicadores do certame, na sala onde estiver fazendo a prova.

Somente são computadas as questões do cartão-resposta que contenham uma única indicação por questão e que não apresentem rasuras ou emendas.

Em geral, os candidatos podem levar para casa os cadernos de questões nas provas desse tipo.

Caráter classificatório

É a qualidade da maioria das provas de concurso público, segundo a qual a pontuação obtida pelo candidato vai determinar a sua classificação perante os outros pretendentes à vaga.

LEIA TAMBÉM  Passei no concurso! Quais os próximos passos?

Isso se contrapõe aos certames de caráter eliminatório, que exigem do candidato uma nota mínima para que não sejam eliminados do concurso.

Essas últimas são geralmente aplicadas em etapas dos processos seletivos.

Gabarito

É o conjunto de respostas apontadas como corretas pela banca examinadora.

Existe o gabarito preliminar, o qual a banca disponibiliza poucos dias ou horas após o término de aplicação das provas, e contra o qual os candidatos podem acionar recursos e tentar alterar as respostas ou expandir a aceitação de alternativas para uma mesma questão.

E há o gabarito definitivo, que não está mais sujeito a alterações.

Recursos

Significa um meio de impugnação voluntário a ser demandado contra a banca examinadora pelo candidato que não concordar com alguma decisão em relação ao concurso, sobretudo com o gabarito prévio oficial ou contra o indeferimento de isenção de taxa de inscrição.

Esse expediente pode ou não provocar o reexame das deliberações anteriores.

Homologação

Corresponde à aprovação do concurso público realizado pela Administração Pública, estando todas as etapas concluídas.

Na sequência desse ato administrativo, a lista dos aprovados é publicada, dispostos na ordem de classificação.

A partir da homologação, também começa a ser contado o prazo de validade do concurso.

Agora que você já está a par dos principais termos usados no concurso, está se sentindo mais motivado para começar a estudar e garantir a sua vaga?

Seu sonho 😍 é entrar na PRF🚓 então baixe o meu COMO EXCLUSIVO DE INÍCIO RÁPIDO, e comece a estudar da maneira correta para ser aprovado no Concurso da PRF.

  • Cronograma de Estudos: Aprenda a Montar Na Prática
  • Análise do Último Edital: Detalhes do Último Concurso da PRF
  • Edital Verticalizado: Todos Os Assuntos Organizados Em Uma Planilha
  • Kit de Planejamento dos Estudos: Organize A Sua Rotina
  • Grupo VIP no Telegram!

Basta clicar na imagem abaixo.

E aí, gostou desse artigo?

Deixe seu comentário abaixo e compartilhe com os seus amigos nas suas redes sociais.

Até a próxima